Seu pet apresenta manchas abaixo do olhos causadas pelas lágrimas?

ImageQuem nunca viu um cão ou gato branquinho com manchas de coloração marrom logo abaixo dos olhos (parecem “olheiras”)?  Raças como Poodle, Maltês, Bulldog, Westie, alguns terriers e os gatos persas são os mais acometidos. O nome oficial dessa alteração é cromodacriorréia, mais popularmente conhecida como “lágrima ácida”. O que pouca gente sabe é que na maioria das vezes as manchas nada tem ver com o pH da lágrima.

O surgimento dessas manchas pode estar relacionado a diversos fatores.

Quando a capacidade de drenagem do ducto da lágrima é insuficiente, ela acaba escorrendo pela face do animal. Então, ao entrar em contato com os pelos e pele, a lágrima sofre a ação das bactérias ali presente. Esse processo resulta na alteração da coloração dos pelos que se tornam avermelhados até o marrom escuro.

A anatomia dos animais pode ser um desencadeador dessa alteração de coloração. Um exemplo são as raças braquicefálicas como buldogues, pugs, pequineses e persas (no caso de gatos) que apresentam o globo ocular mais saltado, o que propicia um maior derramamento de lágrimas para fora dos olhos, por sua drenagem estar comprometida (devido à compressão do ducto de drenagem). O posicionamento dos cílios também pode provocar uma produção excessiva de lágrimas e resultando também nessa mancha de coloração avermelhada a marrom.

O posicionamento dos cílios, excesso de pelos na região próxima aos olhos e conjuntivites também pode provocar uma produção excessiva de lágrimas e resultando nessa “olheira”.

Algumas particularidades como o metabolismo do animal, alergia a algum item da dieta, ou mudanças na composição da lágrima motivadas pela dieta também são causas da cromodacriorreia.

 

O que fazer ?

A primeira medida a ser tomada quando o pet apresentar essa mancha amarronzada abaixo dos olhos é levá-lo ao veterinário oftalmologista. Se a causa estiver relacionada aos olhos, há procedimentos para corrigi-lo, tais como:

– O animal pode apresentar entropia (cílios voltados para dentro), sendo possível a correção cirúrgica de pálpebras;

– Tratamento de afecções como conjuntivite;

– É possível em alguns casos, a desobstrução do canal da lágrima, cirurgicamente; Entre outros procedimentos.

O proprietário deve ficar atento aos pelos que estão muito próximos dos olhos dos pets retirando-os rotineiramente.

Pode ser feita a limpeza diária dos olhos (http://www.mundoanimal.vet.br/index.php/produtos1/103-good-care-solucao-para-limpeza-dos-olhos)  e da pelagem amarronzada, com a remoção de crostas que podem se formar no local.

Existem produtos específicos no mercado que podem ser usados para minimizar essas manchas e promover o clareamento da região (http://www.mundoanimal.vet.br/index.php/produtos1/105-good-care-limpa-lagrimas) já que mesmo com o tratamento cirúrgico e/ou clínico, a mancha pode persistir, sendo o uso constante desse produtos a única solução.

Image

 

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “Seu pet apresenta manchas abaixo do olhos causadas pelas lágrimas?

  1. Na verdade, é a presença de porfirina presente nas secreções que causa a cor escura:
    “A porfirina é derivada da degradação dos glóbulos vermelhos , juntamente com a bilirrubina e a hemoglobina. De acordo com influências genêticas ou individuais como tipo de dieta, ingestão inadequada de líquidos entre outras, os seres irão produzir muitas vezes a porifirina em maior quantidade. A porfirina produzida sempre é eliminada pelas excretas (suor, urina, fezes, lágrimas e saliva). Quando produzida em quantidade elevada ao sair juntamente com a excreta, reage com a luz e gerando coloração escura ou púrpura nas regiões onde se elimina a excreta. Em humanos as pessoas com excesso de porfirina apresentam mudanças na coloração ou manchas dos pelos ou da pele das partes genitais, na região das axilas, nas dobras de articulações ou mesmo na região da face. Em animais de pequeno porte é um problema muito comum com destaque naqueles de raças com pelos claros, observando-se manchas com maior intensidade na região da face (epífora – lágrima), na região da boca (saliva), na região do prepúcio ou vagina (urina), na região das patas (coxim plantar – suor) e na região do ânus (fezes). Nestas pequenas espécies é muito comum a utilização de formas quelantes de porfirina aliadas à correção do manejo e da dieta dos mesmos como tratamento e prevenção do problema.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s