Dia das mães: cuidados e necessidades das gatas e cadelas prenhes

Neste domingo é celebrado o Dia das Mães, e no que depender dos animais de estimação, a data também merece atenção. A gravidez de cães e gatos é um assunto bastante delicado e requer uma série de cuidados. Não é à toa que já existem no mercado pet produtos e serviços que garantem mais segurança e tranquilidade para o momento.

Segundo a Dra. Vanessa da Silva Lopes, responsável técnica do Laboratório Mundo Animal, a fêmea deve ser sempre acompanhada por um veterinário durante a gestação, de forma semelhante a um pré-natal. “Dependendo da espécie esse acompanhamento deve ser, pelo menos, a cada duas semanas”.

Para os que desejam ter mais segurança e acompanhar de perto a formação dos filhotes, a indústria pet já disponibiliza equipamentos que identificam por meio de ultrassom o estado físico dos filhotes. A veterinária ressalta, no entanto, que para garantir a saúde dos bebês, é importante redobrar os cuidados com as mamães.

Para Dra Vanessa, durante a gestação, a alimentação é ainda mais importante, uma vez que a fêmea automaticamente passa a nutrir seus filhotes dentro de seu útero. “A vacinação e vermifugação são fundamentais, mas são processos que já têm que estar na rotina do animal, então, é a alimentação que merece uma maior atenção”, justifica. Como não há rações desenvolvidas especialmente para fêmeas em período de gestação, a veterinária recomenda que sejam oferecidas rações super premium para filhotes, pois são mais completas e balanceadas.

Cuidados no pós-parto

Caso o parto seja natural e ocorra em casa, é importante que a fêmea disponha de um local tranquilo, confortável e limpo. Segundo a veterinária, além do local estar sempre limpo, o dono deve cuidar da limpeza da fêmea, principalmente após as mamadas. “Recomendo banhos quinzenais, e para os dias intermediários, já existem cosméticos naturais que higienizam e inibem os odores sem a necessidade de água”. É importante também que os produtos utilizados sejam sempre neutros e hipoalergênicos, pois tanto as fêmeas quanto os filhotes estarão mais sensíveis no período.

Para finalizar, a veterinária alerta para dois problemas de saúde bastante comuns e que podem ser evitados. Após o parto, não são raros quadros de estresse pós-desmame, desequilibrando a flora intestinal do filhote devido à troca do leite materno por ração para filhotes.

Nesse sentido, alguns suplementos receitados por um veterinário auxiliam a recompor a flora intestinal benéfica do animal. Além da suplementação, é importante também o uso de antiparasitas, contanto que sejam específicos para gestantes. “Há alguns tipos de endoparasitas que podem ser transmissíveis via leite, ou seja, ao proteger a mãe, também estaremos protegendo os filhotes”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Linha Terapêutica, Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s